Projeto "Ondas de Calor"

O município apresentou uma candidatura ao Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) – Eixo “Promover a adaptação às alterações climáticas e a prevenção e gestão de riscos”, tendo obtido a aprovação de cofinanciamento do FEDER/FC para a sua execução.

Este projeto visa aprofundar o conhecimento dos efeitos das alterações climáticas projetadas para o município de Lisboa até ao final do século, no que se refere ao cenário de aumento da temperatura média anual, em especial das temperaturas máximas, através da produção de cartografia temática relativa a Ondas de Calor (OC) e Ilhas de Calor Urbano (ICU), bem como, a conceção de ferramentas de suporte ao planeamento e à estratégia municipal de adaptação e mitigação da cidade.

Mais informação:

Através desta candidatura foram produzidos para o município de Lisboa um conjunto de intrumentos:

O Lote 1 da Cartografia encontra-se concluído e homologado pela Direção Geral do Território. Os Lotes 2, 3 e 4 estão concluídos e em fase de homologação pela Direção Geral do Território.

O Modelo Tridimensional encontra-se concluído e será disponibilizado brevemente.

Relatórios das duas fases:

O Estudo é constituído por cinco fases. Encontram-se concluídas as Fases 1, 2, 3 e 4. Está em conclusão a Fase 5.

O estudo é constituído por três fases. A Fase 1 referente ao cenário atual encontra-se concluída e a Fase 2 referente ao cenário no futuro e simulação das áreas criticas em fase de conclusão.


Uma onda de Calor (OC) ocorre quando num intervalo de pelo menos 6 dias consecutivos, a temperatura máxima diária é superior em 5ºC ao valor médio diário no período de referência (média dos últimos 30 anos) [Organização Meteorológica Mundial].

Ilhas de calor urbano (ICU) é o fenómeno observado em áreas urbanas, onde os valores de temperatura do ar, em média, são superiores às que se verificam em zonas rurais circundantes. Assim, as ICU são tanto mais expressivas quanto mais densamente construídos forem os aglomerados urbanos, devido à sua maior absorção, retenção e geração de calor e menor for a presença de infraestruturas verdes e azuis.