COVID-19 Medidas e Informações

Redes Colaborativas

As diferentes Redes Colaborativas assumem-se como modelos de trabalho em parceria, que reúnem indivíduos e instituições, de forma democrática e participativa, em torno de objetivos e/ou temáticas comuns e assumem-se como um significativo recurso organizacional, que se reflete numa maior eficácia e eficiência nas respostas sociais e rapidez na resolução dos problemas concretos dos cidadãos e das famílias.

Em maio de 2019, Lisboa foi reconhecida pelo Comité Português para a UNICEF como uma cidade amiga das crianças, com base no Plano de Ação 2019-2022 - “Lisboa, Cidade Amiga das Crianças”.

Este plano pretende:

  • garantir a participação efetiva das crianças na vida comunitária e a apropriação das suas opiniões, propostas e deliberações na definição de um conjunto de medidas e políticas municipais que assegurem a sua qualidade de vida e bem-estar;
  • contribuir para um melhor entendimento da vida das crianças na cidade de Lisboa, bem como para a promoção da inclusão e da igualdade e para a melhoria dos serviços e equipamentos da cidade dirigidos às crianças e às famílias.

“Lisboa, Cidade Amiga das Crianças” está integrado no Plano de Desenvolvimento Social 2017-2020 da Rede Social de Lisboa, com a missão de articular as suas medidas com o trabalho desenvolvido pela rede na promoção da salvaguarda dos Direitos da Criança.

Plano de Ação “Lisboa, Cidade Amiga das Crianças” 2019-2022

Lisboa foi admitida como membro da Rede das Cidades Interculturais e participante no Programa Cidades Interculturais em 2012, cujo objetivo é apoiar as cidades no desenvolvimento de estratégias interculturais para a gestão da diversidade e para a integração dos imigrantes e das minorias.

Mais informação

Lisboa Cidade Educadora é um projeto de desenvolvimento pessoal e coletivo, de integração da vida cidadã, da responsabilidade das autoridades locais e de todos os intervenientes individuais e coletivos, públicos e privados.

Mais informação

Com a subscrição da Declaração de Paris, em maio de 2017, Lisboa assumiu o compromisso de apoiar e acelerar respostas locais na área do VIH. A adesão, implica eliminar a epidemia do VIH e Sida como problema de saúde pública em Lisboa até 2030, e atingir as metas 90-90-90 até 2020.

Lisboa Cidade Sem Sida

É uma associação de municípios que tem como missão apoiar a divulgação, implementação e desenvolvimento do projeto Cidades Saudáveis nos municípios que pretendam assumir a promoção da saúde como uma prioridade.

Mais informação

Programa RedEmprega Lisboa 

Visa aumentar a empregabilidade da população de Lisboa. Através de um trabalho em rede – que abrange 19 freguesias e cerca de 120 entidades parceiras –, promove respostas à população desempregada e às entidades empregadoras.

Desenvolve um trabalho de proximidade com os candidatos, com os técnicos das organizações, e com as empresas. Entre estas entidades estão Gabinetes de Inserção Profissional (IEFP), bem como gabinetes de emprego das entidades que trabalham com pessoas em situação de vulnerabilidade.

Entidades apoiadas: 

AANL - Associação dos Albergues Noturnos de Lisboa
 Rua da Cruz dos Poiais nº10  1200-137 Lisboa
 213 908 648
 paulo.aanl@sapo.pt 

ABRAÇO - Associação de apoio a pessoas infetadas e afetadas pelo VIH/SIDA
 Largo José Luís Champalimaud, nº 4ª  1600-110 Lisboa
 217 997 500
 geral@abraco.pt 

ADEB - Associação de Apoio aos Doentes Depressivos e Bipolares
 Quinta do Cabrinha, Av. de Ceuta, nº53, Loja F/G, H/I e J 1300-125 Lisboa
 218 540 740/8 | 968982150 | 924 112 344 | 966 165 743
 adeb@adeb.pt 

AGIR XXI - Associação para a Inclusão Social
Promoção da educação de adultos
 Rua do Vale Formoso de Cima, 47 1950-265 Lisboa
 218 380 003 | 927 550 188
 info@agirxxi.pt | gip@agirxxi.pt 

ALCC - Associação Lusofonia Cultura e Cidadania
Representativa da comunidade Brasileira em Portugal
 Rua Varela Silva, lote 12 -13 - loja B  1750-403 Lisboa
 218 031 921 | 968 800 346
 gip.alcc@gmail.com

APAV - Associação Portuguesa de Apoio à Vítima
 Rua José Estêvão 135 A, pisos ½  1150-201 Lisboa
 213 587 900
 apav.sede@apav.pt

APCL - Associação Paralisia Cerebral de Lisboa
 Av. Rainha Dona Amélia - 1600-676 Lisboa
 217 540 692 | 217 540 693
 sede@apcl.org.pt

APOIO A VIDA - Ajuda a grávidas em dificuldade
 Calçada da Tapada, 143  1300-541 Lisboa
 217 589 818
 geral@apoioavida.pt 

ARES DO PINHAL - Associação para a Inclusão Social
 Rua José Inácio Andrade, Loja 2 – A6 – 10B Quinta do Lavrado 1900-418, Lisboa
 218 470 218 | 916 895 626
 gabinetedeapoio@aresdopinhal.pt

CASA DO BRASIL de Lisboa- Associação de Imigrantes
 Rua Luz Soriano, 42  1200-248 – Lisboa
 213 400 000
 gip@casadobrasildelisboa.pt

CASA QUI - Associação de Solidariedade Social
Acompanhamento pessoas envolvidas em processos relacionados com a temática LGBTI
 Casa da Cidadania do Lumiar, Largo das Conchas 1, 1750-155 Lisboa
 960 081 111
 geral@casa-qui.pt

CENTRO DAS TAIPAS - Unidade de Desabituação Unidade da Divisão de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências
 Avenida do Brasil, nº 53  1749-002 Lisboa
 211 119 200
 ud.centrotaipas@arslvt.min-saude.pt

CVI - Centro de Vida Independente
Organização autónoma de pessoas com diversidade funcional
 218 173 272 | 913 373 240
 geral@vidaindependente.org

CEPAC - Centro Padre Alves Correia
Acolhimento e apoio a imigrantes, apoio à integração social e comunitária de outras populações em situações de exclusão social
 Rua de Santo Amaro à Estrela, nº 43 1200-801 Lisboa
 213 973 030
 geral@cepac.pt

CLUBE INTERCULTURAL EUROPEU
 Rua Almirante Sarmento Rodrigues, Lote 3 – 1º
 213 140 073
 info@clubeintercultural.org

COMPANHEIRO – IPSS
Inserção social de pessoas reclusas e ex-reclusas
 Av. Marechal Teixeira Rebelo, 1500-424, Benfica
 911 934 918 | 217 160 018/69
 geral@companheiro.org

CRESCER - Associação de intervenção comunitária
Inclusão na comunidade de grupos em situação de maior vulnerabilidade e exclusão
 Bairro Quinta do Cabrinha 3 – E/F 1300-906 Lisboa
 213 620 192
 info@crescer.org

CRI XABREGAS - CRI de Lisboa Oriental Equipa de Tratamento de Xabregas
 Rua de Xabregas 62 1900-440 Lisboa
 218 610 470
 geral@arslvt.min-saude.pt

GAC - Grupo de Ação Comunitária
 Rua Vítor Santos, Lote R8 – Loja A 1600-785 Lisboa
 214 074 258
 geral@gac.com.pt

GAT - Grupo de Ativistas em Tratamento
Pessoas afetadas pelo VIH e SIDA, infeções sexualmente transmissíveis, hepatites virais e tuberculose
 Avenida Paris, 4 - 1º dto 1000-228 Lisboa
 210 967 826

 geral@gatportugal.org

IRMÃS OBLATAS - Obra Social das Irmãs Oblatas de Santíssimo Redentor
 Rua Antero de Quental nº 6A 1150-043, Lisboa
 961 793 225 | 218 880 192
 centrocaomio@sapo.pt

O NINHO – IPSS - população em geral da problemática da prostituição
 Rua Luciano Cordeiro nº 59, 4º  1150-212 Lisboa
 213 527 444 | 213 530 273
 geral@oninho.pt

ORIENTAR - Associação de Intervenção para a Mudança
Reintegração plena de indivíduos em situação de exclusão social
 Rua Fábrica de Tecidos Lisbonenses, nº 2, Lisboa
 218 418 630
 projectoorientar@orientar.pt

RECOMEÇAR - Associação para o Desenvolvimento de Ações de Inserção Social e Profissional
 Travessa da Arrochela, nº 52, 1200-138 Lisboa
 213 957 550

SPEM - Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla
Rua Zófimo Pedroso, 66  1950-291 Lisboa
 218 650 480 | 934 386 904
 spem@spem.pt

Este programa tem como finalidade combater a pobreza e promover a inclusão social numa perspetiva de desenvolvimento social local. Assenta no trabalho de parceria alargada, efetiva e dinâmica e visa o planeamento estratégico da intervenção social articulada entre os diferentes agentes para o desenvolvimento social local.

A Rede Social de Lisboa rege-se por um Regulamento Interno, tendo como instrumentos de planeamento o Diagnóstico Social, o Plano de Desenvolvimento Social e os Planos de Ação, alinhados com os instrumentos de planeamento nacionais e concelhios.
 

Conselho Local de Ação Social de Lisboa

É a instância responsável pela elaboração do Diagnóstico Social e do Plano de Desenvolvimento Social (PDS) para a cidade de Lisboa, é presidido pelo município e conta com mais de 500 parceiros.

A aprovação do PDS 2013-2015 constituiu um marco importante para a implementação de programas anuais de desenvolvimento social.

O PDS 2017-2020 constitui uma 2.ª geração de planeamento de intervenção social na cidade de Lisboa, com medidas que se pretendem operacionalizadas em projetos territorializados com as Comissões Sociais de Freguesia e enquadra-se no conceito mais lato de coesão social e territorial numa perspetiva de equidade e de qualidade de vida dos cidadãos, promovendo a indispensável articulação entre as organizações da administração central e local com as da economia social, sobretudo as de base local.


Documentos:

Decreto-lei n.º 115/2006
Regulamenta a rede social, definindo o funcionamento e as competências dos seus órgãos, bem como os princípios e regras subjacentes aos instrumentos de planeamento que lhe estão associados, em desenvolvimento do regime jurídico de transferência de competências para as autarquias locais.

Relatório Final da Avaliação do Programa Rede Social 2010-2012.

Regulamento Interno do Conselho Local de Ação Social de Lisboa