Corredor Verde Central

O Corredor Central é uma estrutura verde descontínua, resultante da sobreposição de pequenas e médias zonas verdes integradas no tecido edificado, assente em espaços de baixa densidade, sobretudo em equipamentos de uso público, como o Jardim Zoológico, a Cidade Universitária, o Estádio Universitário, o Parque Hospitalar, e o LNEC.

O Jardim Mário Soares é o parque de maior relevo neste corredor. Este jardim é ponto de partida para a articulação com os espaços verdes do Parque Hospitalar e do LNEC, alvo de intervenção que permitiu a abertura ao público, funcionando como corredor verde entre a Mata de Alvalade / Quinta do Narigão e a Quinta das Conchas e dos Lilases, englobando áreas de recreio e lazer e um parque hortícola.

O Estádio Universitário, bem como a Cidade Universitária, são espaços verdes integrados em equipamentos com uma importância muito relevante no contínuo ecológico. Do lado contrário, o Bairro de Alvalade, com os seus múltiplos logradouros, representa uma estrutura verde ímpar na cidade de Lisboa.

A articulação entre o corredor central e os corredores dos Olivais e corredor Oriental será reforçada com a instalação de uma ligação acessível para peões e bicicletas sobre a Av. Gago Coutinho.