COVID-19 Medidas e Informações

Melhorar a Qualidade de Vida e o Ambiente

Uma cidade sustentável e de bem-estar, que aposta na permanente melhoria do ambiente urbano e da qualidade de vida

Mobilidade acessível, ao alcance de todos

A mobilidade é hoje um dos principais desafios das cidades modernas. Também o é para Lisboa. Para lhe dar resposta é preciso mudar de paradigma. Temos de inverter o caminho que, nas últimas décadas, tem vindo a ser seguido na Área Metropolitana de Lisboa e adequar a oferta de transporte público às zonas habitacionais e respetivos fluxos migratórios.

Neste sentido, achamos importante fomentar soluções que permitam reduzir a dependência do veículo próprio, melhorando a qualidade de vida e a saúde dos lisboetas. Hoje, com a gestão de todos os transportes de superfície, do estacionamento, da Polícia Municipal, do planeamento da mobilidade, dos semáforos, das ciclovias e da futura rede de bicicletas partilhadas, a CML deve liderar este movimento de vários parceiros (Governo, outros Municípios, empresas de transportes, entre outros) assumindo a sua responsabilidade.

As medidas que apresentamos, alinhadas com o Pacto de Autarcas e com o desafio das Nações Unidas para as Cidades Sustentáveis, pretendem dar resposta aos problemas de quem entra todos os dias na cidade para trabalhar, através da modernização da linha de Cascais e da criação de faixas dedicadas ao transporte público nas principais vias de acesso a Lisboa e a quem circula internamente na cidade, melhorando os transportes públicos de forma integrada, numa ótica de sustentabilidade ambiental e de inclusão. 


A missão do Plano de Acessibilidade Pedonal é definir a melhor estratégia para a Câmara Municipal promover a acessibilidade em Lisboa.

Lisboa aposta na redução da elevada dependência energética dos combustíveis fósseis – nomeadamente no setor dos transportes – promovendo a alteração na repartição modal, de forma a racionalizar a utilização do automóvel e aumentar as deslocações a pé, de bicicleta e de transportes públicos, contribuindo assim  para o objetivo definido de atingir a descarbonização total até 2050.