Parques Hortícolas

Atualmente, existem 20 parques hortícolas municipais em Lisboa, cerca de 800 talhões, num total de 9,1ha destinados à produção agrícola.

Além da formação em horticultura (em modo de produção biológico), é disponibilizado apoio técnico permanente aos seus utilizadores.

As hortas estão inseridas em Parques Urbanos e Jardins, onde coexistem outras valências, como áreas de relvado/estadia, parques infantis, quiosques-cafetaria, equipamentos desportivos e percursos cicláveis.

Consulte as Normas de acesso e utilização dos Parques Hortícolas Municipais

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) reserva-se no direito de adaptar as presentes normas gerais, sempre que a especificidade das características do parque hortícola o justifique, salvaguardando que as normas de acesso e utilização em vigor para cada parque hortícola serão sempre disponibilizadas, aquando da abertura de concurso para atribuição de hortas para cada parque.

Nos casos em que a implementação de um parque hortícola resulta da requalificação de uma área onde já havia ocupação agrícola (sendo esta de génese legal ou não), a CML, caso o antigo hortelão manifeste interesse, atribui de forma direta uma horta, assumindo este a qualidade de utilizador, e ficando obrigado ao cumprimento de todas as normas de acesso e utilização aplicáveis ao respetivo parque hortícola.

Documentos disponíveis nas Publicações Periódicas do Ambiente

  • Guia de Boas Práticas para Hortas em Pátios e Varandas-25 Orientações
  • Levantamento do Património Vegetal Cultivado nos Parques Hortícolas de Lisboa
  • Guia de Boas Práticas para a Agricultura Urbana-25 Conhecimentos

Relatório de Avaliação dos solos, águas subterrâneas e espécies hortícolas em hortas urbanas

Vídeos