Cursos de Formação


“Aula ao ar Livre” – Estratégias para ensinar e aprender com a natureza

Para Educadores e Professores do Ensino Básico - 1.º e 2.º Ciclos
Este curso pretende incentivar a descoberta e a experiência dos espaços ao ar livre e do contacto com a natureza como uma mais valia para o ensino. As sessões assumem sempre uma vertente prática de experiência direta com a natureza e os seus elementos integrantes, tendo, as atividades propostas, relação com os conteúdos curriculares das várias disciplinas do 1.º e 2.º ciclos do ensino básico e aquisições subjacentes à idade pré-escolar. As estações do ano determinam a tipologia das atividades práticas a desenvolver em cada sessão que se realiza maioritariamente no exterior, independentemente das condições climatéricas. Na formação que se propõe, mais do que abordar diretamente conteúdos curriculares pretende-se promover estratégias e ferramentas pedagógicas que tornem mais fácil ao professor pensar em formas de ensinar no meio natural que o rodeia, dentro da escola e nos espaços circundantes. Investir em recursos simples que lhe permitam fazer deslocações a pé em descoberta do mundo natural e adaptá-lo à matéria a lecionar. Estas estratégias traduzem-se principalmente no planeamento de rotinas, na criação de kits pedagógicos com materiais naturais, na desconstrução de algumas relutâncias relativas à capacidade de concentração e comportamento dos alunos nestes contextos, fomentando os benefícios dos mesmos. Um mês é o tempo que separa a primeira da segunda sessão, por forma a dar tempo aos participantes para desenharem e experimentarem uma proposta pedagógica mais lúdica e informal, tendo a natureza e os seus elementos como matéria-prima para a abordagem dos conteúdos curriculares. Estas propostas são comentadas e avaliadas na terceira e última sessão.

Competências a desenvolver: pensamento crítico e criativo relação interpessoal exploração de processos pedagógicos lúdicos, criativos, participativos e cooperativos construção de ferramentas para uso no exterior sensibilização para a ecologia e educação estética.

Local Realização: Museu de Lisboa | Palácio Pimenta, 32

Duração:15h (2 sessões de 6 horas e 1 sessão de 3h)

Data: 15 de fevereiro e 21 e 23 de março 2020 (1ª edição) |  23 de maio, 27 e 29 de junho 2020 (2ª edição)

Número de Participantes: 25

Local: Museu de Lisboa | Palácio Pimenta

Preço: Gratuito

Material necessário: Roupa e calçado confortáveis

Conceção e execução: Vanda Vilela e Leonor Pêgo em parceria com a Direção Municipal de Cultura, a EGEAC o Centro de Formação de Escolas do Concelho de Cascais. Esta ação encontra-se em processo de certificação/ acreditação, para efeitos de progressão da carreira docente.

Inscrições: servicoeducativo@museudelisboa.pt

 



Compostagem Doméstica nas Escolas

Para Representantes de Escolas (professores e pessoal não docente)  
O Lisboa a Compostar dirige-se às escolas de todos os ciclos de ensino que tenham condições, dentro de Lisboa, para fazer compostagem, o que significa ter espaço com terra para instalar o seu compostor. Inclui a oferta de um compostor, formação sobre o quê e como compostar mas principalmente as vantagens da compostagem ao nível local e global (recuperação de solos, poupança de água, entre outras), e apoio continuado dos serviços camarários às escolas que manifestem interesse em transformar os seus resíduos domésticos em composto. 

Por uma questão de rentabilização de recursos, para a formação, incentivamos fortemente a que as escolas do mesmo agrupamento ou agrupamentos vizinhos se juntem.

Competências a desenvolver: Comportamento de reciclagem, em concreto, de biorresíduos.

Local Realização: a definir consoante as inscrições recebidas

Duração: 2 horas

Data: a marcar, de acordo com as inscrições recebidas

Número de Participantes: mínimo 10 pessoas (de vários estabelecimentos de ensino)

Preço: Gratuito

Material necessário: nenhum

Conceção e execução: DMHU

Inscrições e mais informações

Lisboa a Compostar é um projeto de incentivo à compostagem doméstica promovido pela Câmara Municipal de Lisboa em colaboração com a Valorsul, no âmbito do Plano Municipal de Gestão de Resíduos do Município de Lisboa e do Projeto Europeu FORCE – Cities Cooperating For Circular Economy, HORIZON 2020.