Prados biodiversos

Os prados biodiversos são uma alternativa aos relvados, grandes consumidores de água, garantem qualidade aos espaços verdes, permanecendo muito tempo no solo sem precisar de rega ou manutenção e são altamente produtivos quando pastados.

No Corredor Verde Gonçalo Ribeiro Telles, que liga o Parque Eduardo VII ao Parque Florestal de Monsanto, foi semeado, em 2009, um prado biodiverso de sequeiro. Foi aplicado de forma experimental, de modo a testar a sua evolução em meio urbano, a capacidade de resistência, as exigências de manutenção, e para uma auscultação dos seus utilizadores.