COVID-19 Medidas e Informações

detalhe

Segurança 

Vítimas do incêndio do Chiado homenageadas em Lisboa

A Câmara Municipal de Lisboa, através do Regimento de Sapadores Bombeiros (RSB), em colaboração com os Bombeiros Voluntários da cidade, assinalou hoje, 25 de agosto, o Dia Municipal do Bombeiro, e os 33 anos do incêndio do Chiado.

Lisboa presta homenagem às vítimas do incêndio do Chiado

O evento homenageou a abnegação, o esforço, a perseverança e a solidariedade dos Bombeiros, mulheres e homens que colocam muitas vezes a sua própria vida em risco, e que todos os dias zelam pela proteção e socorro da população do município de Lisboa.

A cerimónia, na Rua do Carmo, junto aos antigos Armazéns Grandella, contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e do comandante do RSB, Tiago Lopes.

Na madrugada de 25 de agosto de 1988, um violento incêndio deflagrou nos Armazéns Grandella, no Chiado, causando a morte de um morador e um bombeiro, e ferimentos em 70 pessoas.

Em pouco tempo, o fogo espalhou-se pelas ruas adjacentes, destruindo cerca de duas dezenas de edifícios e deixando mais de 300 pessoas desalojadas.

O evento homenageou a abnegação, o esforço, a perseverança e a solidariedade dos Bombeiros, mulheres e homens que colocam muitas vezes a sua própria vida em risco, e que todos os dias zelam pela proteção e socorro da população do município de Lisboa.

A cerimónia, na Rua do Carmo, junto aos antigos Armazéns Grandella, contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e do comandante do RSB, Tiago Lopes.

Na madrugada de 25 de agosto de 1988, um violento incêndio deflagrou nos Armazéns Grandella, no Chiado, causando a morte de um morador e um bombeiro, e ferimentos em 70 pessoas.

Em pouco tempo, o fogo espalhou-se pelas ruas adjacentes, destruindo cerca de duas dezenas de edifícios e deixando mais de 300 pessoas desalojadas.

ler mais
ler menos