detalhe

Cidadania 

Reuniões descentralizadas regressam após dois anos de interrupção

A reunião pública descentralizada das freguesias das Avenidas Novas e Campolide, a 6 de abril, marca o retomar de uma prática prevista no Regimento da Câmara Municipal de Lisboa, interrompida desde o início da pandemia de Covid-19.

Reunião pública descentralizada das freguesias das Avenidas Novas e Campolide

As reuniões têm lugar em diferentes áreas da cidade, e destinam-se prioritariamente à intervenção do público, para debater sobretudo assuntos da zona em que a reunião tiver lugar.

Ao longo de quatro horas, os munícipes inscritos reportaram ao executivo municipal, e aos dirigentes presentes no auditório do Colégio Almada Negreiros, alguns dos problemas locais relacionados com a segurança e a presença das forças policiais, mobilidade, estacionamento, ou questões ambientais como a limpeza e ruído noturno.

A reunião, conduzida pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, teve ainda espaço para uma intervenção final dos vereadores eleitos, e dos presidentes das juntas de freguesia das Avenidas Novas e Campolide, sobre as questões levantadas.

Acompanhe nesta página o vídeo integral da reunião.

As reuniões têm lugar em diferentes áreas da cidade, e destinam-se prioritariamente à intervenção do público, para debater sobretudo assuntos da zona em que a reunião tiver lugar.

Ao longo de quatro horas, os munícipes inscritos reportaram ao executivo municipal, e aos dirigentes presentes no auditório do Colégio Almada Negreiros, alguns dos problemas locais relacionados com a segurança e a presença das forças policiais, mobilidade, estacionamento, ou questões ambientais como a limpeza e ruído noturno.

A reunião, conduzida pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, teve ainda espaço para uma intervenção final dos vereadores eleitos, e dos presidentes das juntas de freguesia das Avenidas Novas e Campolide, sobre as questões levantadas.

Acompanhe nesta página o vídeo integral da reunião.

ler mais
ler menos