COVID-19 Medidas e Informações

Ambiente

Economia

 

Rede de sensores monitoriza a qualidade do ar, níveis de ruído e trânsito

Lisboa vai ter, pela primeira vez, uma rede de monitorização em tempo real da qualidade do ar, níveis de ruído ou trânsito. Oitenta estações, com 658 sensores, de modo a obter uma cobertura espacial de toda a cidade, estão a funcionar desde março.

Estação de Monitorização Ambiental - Campo Grande

Os dados, até agora só conhecidos em estudos pontuais, estarão disponíveis em tempo real através das plataformas de dados abertos da CML. O projeto representa um investimento de cerca de 350 mil euros, parcialmente financiados pelo projeto de inovação H2020 "Sharing Cities".

Prevê-se que estes dados permitam ainda a atualização do mapa estratégico de ruído da cidade e promover novas dinâmicas de controlo da poluição atmosférica.

O presente mapeamento irá complementar a monitorização efetuada pela rede oficial de estações fixas da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR_LVT) e das estações meteorológicas do IPMA, existentes em Lisboa.

Os dados, até agora só conhecidos em estudos pontuais, estarão disponíveis em tempo real através das plataformas de dados abertos da CML. O projeto representa um investimento de cerca de 350 mil euros, parcialmente financiados pelo projeto de inovação H2020 "Sharing Cities".

Prevê-se que estes dados permitam ainda a atualização do mapa estratégico de ruído da cidade e promover novas dinâmicas de controlo da poluição atmosférica.

O presente mapeamento irá complementar a monitorização efetuada pela rede oficial de estações fixas da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR_LVT) e das estações meteorológicas do IPMA, existentes em Lisboa.

ler mais
ler menos