detalhe

Mobilidade 

Programa BICI distingue projeto municipal para melhorar ligações escolares

O projeto de Lisboa, para melhorar as ligações escolares através da mobilidade ativa e a conectividade da rede ciclável, foi distinguido – a par de dez cidades em todo o mundo – pelo programa BICI (Bloomberg Initiative for Cycling Infrastructure).

O projeto para melhorar as ligações escolares através da mobilidade ativa e a conectividade da rede ciclável, foi distinguidopelo programa BICI

Links relacionados

Programa BICI

O trabalho a desenvolver está alinhado com a estratégia de Mobilidade Urbana Sustentável da Câmara Municipal de Lisboa (CML), contribuindo para as metas de redução de emissões de CO2, estabelecidas no Plano de Ação Climática 2030, e para os objetivos da participação de Lisboa na Missão Cidades Inteligentes e Climaticamente Neutras até 2030.

Esta candidatura foi apoiada tecnicamente pela Agência de Energia e Ambiente de Lisboa, Lisboa E-Nova, que acompanhará a CML no seu desenvolvimento, procurando promover o envolvimento social, e a mobilidade limpa e saudável entre a comunidade escolar, em particular.

O programa, promovido pela Bloomberg Philanthropies e pela Global Designing Cities Initiative (GDCI), tem uma duração de três anos, até final de 2025, e atribuirá às 10 cidades eleitas até um milhão de dólares para acelerar a entrega de projetos inovadores.

A GDCI - que depende da Bloomberg Philanthropies -, é uma organização sem fins lucrativos e líder do pensamento internacional, especializada no apoio a projetos globais de alto impacto e iniciativas filantrópicas estratégicas, e tem como missão transformar ruas em todo o mundo. A GDCI convida as comunidades a imaginar o que é possível, quando se projetam ruas que colocam as pessoas em primeiro lugar.

O trabalho a desenvolver está alinhado com a estratégia de Mobilidade Urbana Sustentável da Câmara Municipal de Lisboa (CML), contribuindo para as metas de redução de emissões de CO2, estabelecidas no Plano de Ação Climática 2030, e para os objetivos da participação de Lisboa na Missão Cidades Inteligentes e Climaticamente Neutras até 2030.

Esta candidatura foi apoiada tecnicamente pela Agência de Energia e Ambiente de Lisboa, Lisboa E-Nova, que acompanhará a CML no seu desenvolvimento, procurando promover o envolvimento social, e a mobilidade limpa e saudável entre a comunidade escolar, em particular.

O programa, promovido pela Bloomberg Philanthropies e pela Global Designing Cities Initiative (GDCI), tem uma duração de três anos, até final de 2025, e atribuirá às 10 cidades eleitas até um milhão de dólares para acelerar a entrega de projetos inovadores.

A GDCI - que depende da Bloomberg Philanthropies -, é uma organização sem fins lucrativos e líder do pensamento internacional, especializada no apoio a projetos globais de alto impacto e iniciativas filantrópicas estratégicas, e tem como missão transformar ruas em todo o mundo. A GDCI convida as comunidades a imaginar o que é possível, quando se projetam ruas que colocam as pessoas em primeiro lugar.

ler mais
ler menos