COVID-19 Medidas e Informações

detalhe

Cidadania e ParticipaçãoInformaçoes e ServiçosUrbanismo 

O que vai mudar na Praça do Chile, Uma Praça em cada Bairro


As intervenções previstas para a Praça do Chile, no âmbito do programa “Uma Praça em cada Bairro, intervenções em espaço público” foram apresentadas no dia 5 de março numa das salas do Café Império à Alameda.

Criar uma praça central verde com enquadramento paisagístico e tirar o “mar” de alcatrão existente, é uma das propostas de requalificação para o local da equipa de Pedro Dinis Chefe de Divisão de Projetos e Estudos Urbanos da CML, numa sessão que contou com a participação da presidente da Junta de Freguesia de Arroios, Margarida Martins.

O estudo apresenta o alargamento dos passeios à volta da praça mantendo o desenho de caravelas de calçada à portuguesa existente no local. Serão criadas zonas ajardinadas com bancos, tendo como principal preocupação o melhoramento das acessibilidades para deficientes através de passadeiras adaptadas e táteis e um elevador que o Metropolitano de Lisboa pretende construir à saída da nova estação de Arroios. A melhoria e conforto do tráfego dos peões é uma das principais prioridades neste projeto bem como a inclusão de modos suaves de circulação como pistas cicláveis.

A proposta da circulação automóvel será semelhante à do Largo da Estefânia, com uma rotunda. As Avenidas Morais Soares e Rua António Pereira Carrilho terão separador central com árvores. Prevê-se a construção de um parque de estacionamento de apoio ao mercado de Arroios e ao comércio local.

As propostas apresentadas surgiram com o contributo da população e da junta de freguesia, na sequência do debate com a população realizado no passado dia 12 de dezembro, neste mesmo local.

As intervenções previstas para a Praça do Chile, no âmbito do programa “Uma Praça em cada Bairro, intervenções em espaço público” foram apresentadas no dia 5 de março numa das salas do Café Império à Alameda.

Criar uma praça central verde com enquadramento paisagístico e tirar o “mar” de alcatrão existente, é uma das propostas de requalificação para o local da equipa de Pedro Dinis Chefe de Divisão de Projetos e Estudos Urbanos da CML, numa sessão que contou com a participação da presidente da Junta de Freguesia de Arroios, Margarida Martins.

O estudo apresenta o alargamento dos passeios à volta da praça mantendo o desenho de caravelas de calçada à portuguesa existente no local. Serão criadas zonas ajardinadas com bancos, tendo como principal preocupação o melhoramento das acessibilidades para deficientes através de passadeiras adaptadas e táteis e um elevador que o Metropolitano de Lisboa pretende construir à saída da nova estação de Arroios. A melhoria e conforto do tráfego dos peões é uma das principais prioridades neste projeto bem como a inclusão de modos suaves de circulação como pistas cicláveis.

A proposta da circulação automóvel será semelhante à do Largo da Estefânia, com uma rotunda. As Avenidas Morais Soares e Rua António Pereira Carrilho terão separador central com árvores. Prevê-se a construção de um parque de estacionamento de apoio ao mercado de Arroios e ao comércio local.

As propostas apresentadas surgiram com o contributo da população e da junta de freguesia, na sequência do debate com a população realizado no passado dia 12 de dezembro, neste mesmo local.

ler mais
ler menos