detalhe

SegurançaVisitar 

Museu do Terramoto recria destruição de Lisboa em 1755

O mais recente museu da cidade permite reviver o que se passou horas antes e depois do terramoto de 1 de novembro de 1755. O “Quake - Centro do Terramoto de Lisboa” abriu portas a 20 de abril, em Belém.

O terramoto é reproduzido por um simulador em ambiente seguro

“Lisboa tem que estar preparada para este tipo de eventos e nós estamos preparados”, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, presente na inauguração. “Temos um Serviço Municipal de Proteção Civil único no país, como foi demonstrado durante a pandemia e agora com a chegada dos refugiados”, salientou.

Para tornar o Quakepossível, foram reunidos saber e aptidão, tecnologia e criatividade, contando com sismólogos, investigadores, historiadores e produtores de teatro portugueses, para articularem todo o processo, desde a criatividade aos conteúdos científicos e históricos apresentados nesta experiência.

O espaço, na Rua Cais da Alfândega Velha, tem a colaboração da Câmara Municipal de Lisboa, através do Museu de Lisboa, que “desempenhou o papel fundamental de parceria e apoio na pesquisa histórica e cedência de imagens e documentação que suportam a experiência”.

 

“Lisboa tem que estar preparada para este tipo de eventos e nós estamos preparados”, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, presente na inauguração. “Temos um Serviço Municipal de Proteção Civil único no país, como foi demonstrado durante a pandemia e agora com a chegada dos refugiados”, salientou.

Para tornar o Quakepossível, foram reunidos saber e aptidão, tecnologia e criatividade, contando com sismólogos, investigadores, historiadores e produtores de teatro portugueses, para articularem todo o processo, desde a criatividade aos conteúdos científicos e históricos apresentados nesta experiência.

O espaço, na Rua Cais da Alfândega Velha, tem a colaboração da Câmara Municipal de Lisboa, através do Museu de Lisboa, que “desempenhou o papel fundamental de parceria e apoio na pesquisa histórica e cedência de imagens e documentação que suportam a experiência”.

 

ler mais
ler menos