COVID-19 Medidas e Informações

Direitos Sociais

 

Memória de Alcindo Monteiro perpetuada em Lisboa

Alcindo Monteiro foi assassinado há 25 anos, vítima de um crime de ódio racial. No dia em que faria 53 anos, a Câmara Municipal de Lisboa prestou-lhe homenagem, com a colocação de uma placa na Rua Garrett, local onde morreu, com apenas 27 anos.

Fernando Monteiro, irmão de Alcindo Monteiro, e Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa

Na cerimónia, com a presença de familiares do jovem português de ascendência cabo-verdiana, e do vereador dos Direitos Sociais, Manuel Grilo, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, evocou os valores da tolerância e inclusão, sublinhando que não aceita que o racismo, a xenofobia e a intolerância sejam uma realidade em Lisboa.

"Não vamos por aí, vamos pelo caminho de uma cidade aberta, tolerante, cosmopolita, que todos integra", afirmou Fernando Medina.

Na cerimónia, com a presença de familiares do jovem português de ascendência cabo-verdiana, e do vereador dos Direitos Sociais, Manuel Grilo, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, evocou os valores da tolerância e inclusão, sublinhando que não aceita que o racismo, a xenofobia e a intolerância sejam uma realidade em Lisboa.

"Não vamos por aí, vamos pelo caminho de uma cidade aberta, tolerante, cosmopolita, que todos integra", afirmou Fernando Medina.

ler mais
ler menos