Aviso de mau tempo

detalhe

Cidadania 

Lumiar e Santa Clara recebem reunião descentralizada da Câmara Municipal

A última reunião pública descentralizada de 2023 realizou-se a 15 de novembro, na Academia de Música de Santa Cecília. As reuniões descentralizadas deslocam-se às freguesias para ouvir "as queixas” dos munícipes, e “resolver os problemas em direto”.

Reunião descentralizada das freguesias do Lumiar e Santa Clara

Antes da intervenção dos munícipes, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, apontou algumas medidas “prometidas” e executadas pelo município, como a “sala de consumo assistido”, ou o “parque de veículos rebocados”, equipamentos que, de acordo com a vontade dos moradores, nunca foram instalados na freguesia do Lumiar.

As situações que “carecem de correção” vão ser corrigidas, afirmou a vereadora da Educação, em resposta à exposição de uma encarregada de educação de dois alunos da Escola Nuno Cordeiro Ferreira, no Lumiar. As deficiências, até agora não reportadas pela Escola, vão ter uma resposta que deverá acontecer “muito em breve”, assegurou Sofia Athayde.

Sobre os problemas reportados na Quinta das Lavadeiras, em Santa Clara, Filipa Roseta deu nota de que uma primeira empreitada ficou deserta e será preparada uma segunda empreitada em breve, que deverá incidir sobre alguns dos pontos referidos, nomeadamente a escadaria que serve o local, afirmou a vereadora das Obras Municipais.

O estacionamento para residentes foi uma das preocupações apontadas por moradores junto ao Estádio de Alvalade, nomeadamente em dias de jogos. A solução, apontaram os responsáveis municipais, deverá passar pelo reforço da fiscalização por parte da EMEL e da Polícia Municipal.

A redução dos lugares de estacionamento de moradores, e a diminuição da largura da via, na Rua Ator Epifânio, criou uma dificuldade acrescida na entrada dos veículos de remoção da Higiene Urbana, e a impossibilidade de entrada de viaturas de maiores dimensões do Regimento de Sapadores Bombeiros. A situação será analisada no local, numa visita que será realizada com urgência, de acordo com a informação avançada pelo vice-presidente da autarquia, e vereador da Mobilidade, Anacoreta Correia.

O aumento da segurança junto à Escola Alemã será contemplado num projeto de reabilitação, afirmou o vice-presidente, que deixou a garantia de soluções mais imediatas que vão avançar em breve. O local, acrescentou, integra um conjunto de intervenções em acessos cicláveis e requalificação das envolventes das escolas de Lisboa, no âmbito do projeto BICI(Bloomberg Initiative for Cycling Infrastruture).

A manutenção do Parque Oeste e da Quinta das Conchas, será incluída num plano estratégico que está em fase de conclusão, adiantou o vereador Ângelo Pereira. De acordo com o plano, serão reforçados vários equipamentos desportivos e requalificado o mobiliário urbano, bem como a substituição dos passadiços dos dois parques, com intervenções programadas para 2024.

No final, de acordo com o modelo das reuniões descentralizadas, os autarcas Ricardo Mexia, do Lumiar, e Graça Ferreira, de Santa Clara, e os vereadores de todas as forças políticas, pronunciaram-se sobre as questões colocadas pelo público.

Assista ao vídeo integral da reunião.

Antes da intervenção dos munícipes, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, apontou algumas medidas “prometidas” e executadas pelo município, como a “sala de consumo assistido”, ou o “parque de veículos rebocados”, equipamentos que, de acordo com a vontade dos moradores, nunca foram instalados na freguesia do Lumiar.

As situações que “carecem de correção” vão ser corrigidas, afirmou a vereadora da Educação, em resposta à exposição de uma encarregada de educação de dois alunos da Escola Nuno Cordeiro Ferreira, no Lumiar. As deficiências, até agora não reportadas pela Escola, vão ter uma resposta que deverá acontecer “muito em breve”, assegurou Sofia Athayde.

Sobre os problemas reportados na Quinta das Lavadeiras, em Santa Clara, Filipa Roseta deu nota de que uma primeira empreitada ficou deserta e será preparada uma segunda empreitada em breve, que deverá incidir sobre alguns dos pontos referidos, nomeadamente a escadaria que serve o local, afirmou a vereadora das Obras Municipais.

O estacionamento para residentes foi uma das preocupações apontadas por moradores junto ao Estádio de Alvalade, nomeadamente em dias de jogos. A solução, apontaram os responsáveis municipais, deverá passar pelo reforço da fiscalização por parte da EMEL e da Polícia Municipal.

A redução dos lugares de estacionamento de moradores, e a diminuição da largura da via, na Rua Ator Epifânio, criou uma dificuldade acrescida na entrada dos veículos de remoção da Higiene Urbana, e a impossibilidade de entrada de viaturas de maiores dimensões do Regimento de Sapadores Bombeiros. A situação será analisada no local, numa visita que será realizada com urgência, de acordo com a informação avançada pelo vice-presidente da autarquia, e vereador da Mobilidade, Anacoreta Correia.

O aumento da segurança junto à Escola Alemã será contemplado num projeto de reabilitação, afirmou o vice-presidente, que deixou a garantia de soluções mais imediatas que vão avançar em breve. O local, acrescentou, integra um conjunto de intervenções em acessos cicláveis e requalificação das envolventes das escolas de Lisboa, no âmbito do projeto BICI(Bloomberg Initiative for Cycling Infrastruture).

A manutenção do Parque Oeste e da Quinta das Conchas, será incluída num plano estratégico que está em fase de conclusão, adiantou o vereador Ângelo Pereira. De acordo com o plano, serão reforçados vários equipamentos desportivos e requalificado o mobiliário urbano, bem como a substituição dos passadiços dos dois parques, com intervenções programadas para 2024.

No final, de acordo com o modelo das reuniões descentralizadas, os autarcas Ricardo Mexia, do Lumiar, e Graça Ferreira, de Santa Clara, e os vereadores de todas as forças políticas, pronunciaram-se sobre as questões colocadas pelo público.

Assista ao vídeo integral da reunião.

ler mais
ler menos