detalhe

Economia e Inovação 

Lisboa é finalista candidata a Capital Europeia da Inovação 2023

Lisboa é uma das seis cidades semi-finalistas candidatas a Capital Europeia da Inovação 2023. A distinção, atribuída pela Comissão Europeia, procura reconhecer as cidades que mais e melhor promovem a inovação nas suas comunidades. A 6 de outubro, a Comissão Europeia anunciou as três cidades finalistas: Lisboa, Lviv (Ucrânia), e Varsóvia (Polónia).

Hub Criativo do Beato

Links relacionados

Unicorn Factory Lisboa

Sob o tema Lisboa Unicorn Capital, a Câmara Municipal de Lisboa, proponente da iniciativa da capital portuguesa, apresentou ao júri europeu um dossiê no qual descreve o trabalho realizado pela cidade até ao momento, ilustrado e sustentado com dados estatísticos e métricas em termos de inovação nas mais diversas áreas: ambiente, cultura, economia, mobilidade.

A sustentar a candidatura, o conceito de Lisboa como “casa e espaço para todos os que acreditam, arriscam e inovam, empreendem e procuraram tornar possível o impossível, contribuindo, ao mesmo tempo, para a melhoria da qualidade de vida da comunidade”.

A candidatura aposta no desígnio de consolidar Lisboa como uma Fábrica de Unicórnios, bandeira para inovação definida por Carlos Moedas. “Nós somos capazes de ser os melhores em muitas áreas e devemos assumir a nossa ambição. É o que temos feito sem receios. A inovação é algo fundamental para o crescimento, competitividade e desenvolvimento da nossa sociedade. Lisboa é hoje um palco reconhecido na área da inovação e que tem tido uma enorme capacidade de atrair empresas e profissionais de todo o mundo. Fazer parte desta seleção da Comissão Europeia é a prova e o reconhecimento de um trabalho intenso que tem sido feito para estar na linha da frente e colocar Lisboa como cidade da inovação”, salienta o presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

A Comissão Europeia, por seu lado, sublinha que “as cidades são o espaço natural para a inovação, e o meio ideal para refletir, propor, testar novas ideias e produtos, e assim melhorar a vida de seus habitantes".

Segue-se, agora, a fase de apuramento das três cidades finalistas, estando prevista para novembro de 2023 a divulgação da cidade vencedora deste prémio, criado em 2014.

Notícia atualizada a 6 de outubro, com anúncio da Comissão Europeia sobre as três cidades finalistas, incluindo Lisboa.

 

Sob o tema Lisboa Unicorn Capital, a Câmara Municipal de Lisboa, proponente da iniciativa da capital portuguesa, apresentou ao júri europeu um dossiê no qual descreve o trabalho realizado pela cidade até ao momento, ilustrado e sustentado com dados estatísticos e métricas em termos de inovação nas mais diversas áreas: ambiente, cultura, economia, mobilidade.

A sustentar a candidatura, o conceito de Lisboa como “casa e espaço para todos os que acreditam, arriscam e inovam, empreendem e procuraram tornar possível o impossível, contribuindo, ao mesmo tempo, para a melhoria da qualidade de vida da comunidade”.

A candidatura aposta no desígnio de consolidar Lisboa como uma Fábrica de Unicórnios, bandeira para inovação definida por Carlos Moedas. “Nós somos capazes de ser os melhores em muitas áreas e devemos assumir a nossa ambição. É o que temos feito sem receios. A inovação é algo fundamental para o crescimento, competitividade e desenvolvimento da nossa sociedade. Lisboa é hoje um palco reconhecido na área da inovação e que tem tido uma enorme capacidade de atrair empresas e profissionais de todo o mundo. Fazer parte desta seleção da Comissão Europeia é a prova e o reconhecimento de um trabalho intenso que tem sido feito para estar na linha da frente e colocar Lisboa como cidade da inovação”, salienta o presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

A Comissão Europeia, por seu lado, sublinha que “as cidades são o espaço natural para a inovação, e o meio ideal para refletir, propor, testar novas ideias e produtos, e assim melhorar a vida de seus habitantes".

Segue-se, agora, a fase de apuramento das três cidades finalistas, estando prevista para novembro de 2023 a divulgação da cidade vencedora deste prémio, criado em 2014.

Notícia atualizada a 6 de outubro, com anúncio da Comissão Europeia sobre as três cidades finalistas, incluindo Lisboa.

 

ler mais
ler menos