COVID-19 Medidas e Informações

Cultura

 

Lisboa associa-se ao Programa Nacional em Memória do Holocausto

A cidade celebra o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, associando-se ao Programa Nacional “Nunca Esquecer”

Estátua do Rei D. José I iluminada nos tons da Estrela de David - Terreiro do Paço

Esta noite, na praça mais emblemática da capital portuguesa, a estátua do Rei Dom José I ilumina-se nos tons da Estrela de David – a marca imposta aos judeus pelos nazis e seus aliados, para os identificar e perseguir, ditando o extermínio de quase seis milhões de judeus, naquele que foi o maior genocídio de sempre em todo o mundo.

O Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto assinala-se dia 27 de janeiro. A data foi decretada pela ONU por ser o dia em que, perto do fim da Segunda Guerra Mundial, foram libertados os prisioneiros do campo de concentração e extermínio nazi de Auschwitz-Birkenau.

Também Lisboa celebra a data, associando-se ao Programa Nacional “Nunca Esquecer”, que visa assinalar e preservar a Memória do Holocausto por todo o país, e homenagear as vítimas e os salvadores portugueses.

 

Esta noite, na praça mais emblemática da capital portuguesa, a estátua do Rei Dom José I ilumina-se nos tons da Estrela de David – a marca imposta aos judeus pelos nazis e seus aliados, para os identificar e perseguir, ditando o extermínio de quase seis milhões de judeus, naquele que foi o maior genocídio de sempre em todo o mundo.

O Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto assinala-se dia 27 de janeiro. A data foi decretada pela ONU por ser o dia em que, perto do fim da Segunda Guerra Mundial, foram libertados os prisioneiros do campo de concentração e extermínio nazi de Auschwitz-Birkenau.

Também Lisboa celebra a data, associando-se ao Programa Nacional “Nunca Esquecer”, que visa assinalar e preservar a Memória do Holocausto por todo o país, e homenagear as vítimas e os salvadores portugueses.

 

ler mais
ler menos