COVID-19 Medidas e Informações

detalhe

Direitos Sociais 

Está aberta a Unidade de Saúde Familiar da Alta de Lisboa

É a primeira unidade de “nova geração” e irá servir cerca de 30 400 utentes, de Santa Clara e Lumiar. O novo equipamento vem substituir equipamentos de saúde “sem condições de acessibilidade e conforto”, representando um investimento total de 3 209 594,76 €.

Unidade de Saúde Familiar da Alta de Lisboa

A Unidade de Saúde da Alta de Lisboa, localizada na Avenida Krus Abecasis, é a primeira unidade já preparada para outras valências em cuidados de saúde, além dos já tradicionais gabinetes médicos, de enfermagem e tratamentos, a funcionar num edifício construído de raiz.

O novo equipamento, com um investimento de 3,1 milhões de euros, é a segunda unidade a entrar em funcionamento, no âmbito do programa Lisboa - SNS Mais Próximo, que envolve a colaboração da Câmara Municipal de Lisboa e da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT). Está equipado com gabinetes de consulta médica, de enfermagem, salas de tratamento e brevemente a ARSLVT colocará em funcionamento a sala de exames, sala de saúde oral, serviços de apoio psicológico e serviço social, terapia da fala e nutrição.

O programa global de modernização das infraestruturas e equipamentos dos cuidados de saúde primários, vai beneficiar mais de 305 mil utentes, através da requalificação global das infraestruturas e equipamentos de cuidados de saúde primários.

Ainda durante o mês de junho, adiantou Fernando Medina, entra em funcionamento a Unidade do Alto dos Moinhos, e até final do verão mais quatro: Ajuda, Restelo, Beato e Marvila.

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa falava durante a inauguração da USF da Alta de Lisboa, dia 22 de junho, com a presença da Ministra da Saúde, Marta Temido.

Cofinanciamento comunitário FEDER

A conceção e a construção da Unidade de Saúde da Alta de Lisboa beneficia de fundos da União Europeia (FEDER-Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional), através do Programa Operacional Lisboa 2020 (operação cofinanciada LISBOA-06-4842-FEDER-000062), sendo o respetivo montante do apoio público da UE de 2.045.542,22 € correspondendo a uma taxa de cofinanciamento de 86%.

A Unidade de Saúde da Alta de Lisboa, localizada na Avenida Krus Abecasis, é a primeira unidade já preparada para outras valências em cuidados de saúde, além dos já tradicionais gabinetes médicos, de enfermagem e tratamentos, a funcionar num edifício construído de raiz.

O novo equipamento, com um investimento de 3,1 milhões de euros, é a segunda unidade a entrar em funcionamento, no âmbito do programa Lisboa - SNS Mais Próximo, que envolve a colaboração da Câmara Municipal de Lisboa e da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT). Está equipado com gabinetes de consulta médica, de enfermagem, salas de tratamento e brevemente a ARSLVT colocará em funcionamento a sala de exames, sala de saúde oral, serviços de apoio psicológico e serviço social, terapia da fala e nutrição.

O programa global de modernização das infraestruturas e equipamentos dos cuidados de saúde primários, vai beneficiar mais de 305 mil utentes, através da requalificação global das infraestruturas e equipamentos de cuidados de saúde primários.

Ainda durante o mês de junho, adiantou Fernando Medina, entra em funcionamento a Unidade do Alto dos Moinhos, e até final do verão mais quatro: Ajuda, Restelo, Beato e Marvila.

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa falava durante a inauguração da USF da Alta de Lisboa, dia 22 de junho, com a presença da Ministra da Saúde, Marta Temido.

Cofinanciamento comunitário FEDER

A conceção e a construção da Unidade de Saúde da Alta de Lisboa beneficia de fundos da União Europeia (FEDER-Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional), através do Programa Operacional Lisboa 2020 (operação cofinanciada LISBOA-06-4842-FEDER-000062), sendo o respetivo montante do apoio público da UE de 2.045.542,22 € correspondendo a uma taxa de cofinanciamento de 86%.

ler mais
ler menos