COVID-19 Medidas e Informações

Mobilidade

 

Construção de percurso ciclável entre Sete Rios e Benfica

Nova ligação ciclável – com mais de dois 2 km, ao longo da Rua Conde Almoster e Rua Francisco Gentil Martins, em São Domingos de Benfica – tem início a 6 de outubro e um prazo de execução estimado de 30 dias.

Rua Conde de Almoster

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) e a EMEL, vão iniciar as obras de construção de uma ligação ciclável, com mais de dois quilómetros, ao longo da Rua Conde Almoster e Rua Francisco Gentil Martins. A ciclovia fará a ligação, a norte, à rede ciclável existente de Benfica e ao Parque Florestal de Monsanto e, a sul, ao Terminal de Sete Rios. Prevê-se, no futuro, dar continuidade ao percurso até à estação de Benfica, pela Rua Carolina Michaelis de Vasconcelos.

A intervenção mantém o estacionamento existente e vai permitir também reduzir a velocidade praticada naquele eixo, contribuindo para o aumento da segurança rodoviária. De acordo com os dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, em 2019, foram registados nestes dois arruamentos nove feridos em resultado de incidentes rodoviários, incluindo de dois peões por atropelamento.

A CML tem em curso um programa de promoção do uso da bicicleta, onde se inclui a implementação de uma rede ciclável estruturante, que cubra os eixos centrais de circulação e ligue os principais polos de trabalho, estudo e residência. A estratégia, visa criar uma alternativa segura para que cada vez mais pessoas possam optar pela bicicleta nas suas deslocações quotidianas, e, assim, diminuir os congestionamentos e melhorar o ambiente na cidade.

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) e a EMEL, vão iniciar as obras de construção de uma ligação ciclável, com mais de dois quilómetros, ao longo da Rua Conde Almoster e Rua Francisco Gentil Martins. A ciclovia fará a ligação, a norte, à rede ciclável existente de Benfica e ao Parque Florestal de Monsanto e, a sul, ao Terminal de Sete Rios. Prevê-se, no futuro, dar continuidade ao percurso até à estação de Benfica, pela Rua Carolina Michaelis de Vasconcelos.

A intervenção mantém o estacionamento existente e vai permitir também reduzir a velocidade praticada naquele eixo, contribuindo para o aumento da segurança rodoviária. De acordo com os dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, em 2019, foram registados nestes dois arruamentos nove feridos em resultado de incidentes rodoviários, incluindo de dois peões por atropelamento.

A CML tem em curso um programa de promoção do uso da bicicleta, onde se inclui a implementação de uma rede ciclável estruturante, que cubra os eixos centrais de circulação e ligue os principais polos de trabalho, estudo e residência. A estratégia, visa criar uma alternativa segura para que cada vez mais pessoas possam optar pela bicicleta nas suas deslocações quotidianas, e, assim, diminuir os congestionamentos e melhorar o ambiente na cidade.

ler mais
ler menos