COVID-19 Medidas e Informações

detalhe

Ambiente 

Comunicado: Requalificação do edifício da antiga Creche do Jardim da Estrela 

A intervenção em curso no edifício da antiga Escola Froebel, Creche do Jardim da Estrela, teve parecer favorável da Direção-Geral do Património Cultural. Visa conservar e restaurar o maior número possível de peças originais, assim como reabilitar as fundações de um equipamento do fim do século XIX, muito degradado devido à humidade e infestação das madeiras por térmitas

Futura Biblioteca no Jardim da Estrela

Desde o início da obra, o empreiteiro e a fiscalização têm acompanhado e monitorizado, diariamente, as operações de desmonte, e avaliado o estado de conservação das peças principais e mais emblemáticas, nomeadamente: os pilares e os vigamentos horizontais, o pórtico da entrada principal, as asnas e outros elementos da estrutura do telhado, de acordo com o projeto.

Foi possível desmontar partes inteiras e emblemáticas do edifício. Estas peças, devidamente registadas e inventariadas, foram recolhidas para a oficina do carpinteiro subcontratado, onde serão alvo de operação de restauro para posterior utilização na reconstrução do edifício.

Na passada sexta-feira, 19 de fevereiro, foram concluídos os trabalhos de remoção das partes sobrantes do desmonte, cujo estado de degradação já não permite uma ação de recuperação.

A reconstrução da arquitetura obedecerá, e respeitará, a concecão original do edifício, tanto nos materiais como no seu interior e nas fachadas.

Depois das obras de restauro, este espaço vai acolher uma biblioteca municipal vocacionada para a divulgação da temática da conservação da natureza e da biodiversidade.

A obra está orçamentada em cerca de 1 152 000 €, com um prazo de execução de 6 meses a partir de janeiro. O novo equipamento ficará sob a gestão da Câmara Municipal de Lisboa

Desde o início da obra, o empreiteiro e a fiscalização têm acompanhado e monitorizado, diariamente, as operações de desmonte, e avaliado o estado de conservação das peças principais e mais emblemáticas, nomeadamente: os pilares e os vigamentos horizontais, o pórtico da entrada principal, as asnas e outros elementos da estrutura do telhado, de acordo com o projeto.

Foi possível desmontar partes inteiras e emblemáticas do edifício. Estas peças, devidamente registadas e inventariadas, foram recolhidas para a oficina do carpinteiro subcontratado, onde serão alvo de operação de restauro para posterior utilização na reconstrução do edifício.

Na passada sexta-feira, 19 de fevereiro, foram concluídos os trabalhos de remoção das partes sobrantes do desmonte, cujo estado de degradação já não permite uma ação de recuperação.

A reconstrução da arquitetura obedecerá, e respeitará, a concecão original do edifício, tanto nos materiais como no seu interior e nas fachadas.

Depois das obras de restauro, este espaço vai acolher uma biblioteca municipal vocacionada para a divulgação da temática da conservação da natureza e da biodiversidade.

A obra está orçamentada em cerca de 1 152 000 €, com um prazo de execução de 6 meses a partir de janeiro. O novo equipamento ficará sob a gestão da Câmara Municipal de Lisboa

ler mais
ler menos