COVID-19 Medidas e Informações

Direitos Sociais

 

CML cede nova casa ao Instituto de Apoio à Criança

O Instituto de Apoio à criança vai ter novas instalações.

O prédio, localizado na Avenida da República, foi cedido pela Câmara Municipal de Lisboa.

“ Este acordo vai permitir dar um destino mais feliz a um edifício que tem história na cidade“, disse o Presidente da CML após a assinatura da Escritura de Constituição do Direito de Superfície sobre o Imóvel, que teve lugar no dia 12 de outubro nos Paços do Concelho.


Com a constituição do direito de superfície a favor do Instituto de Apoio à Criança pelo prazo inicial de 25 anos, o IAC pode agora concretizar o Projeto – SONHO e “ter instalações com dignidade para melhor servir a criança”.

Para o da Presidente da CML, o dia de hoje permite à CML o cumprimento da obrigação em tornar Lisboa uma cidade cada vez mais inclusiva, uma questão central na construção da cidade.

A acordo  assinado permite ainda o renovar de laços futuros entre a CML e o INAC, em prol dos direitos das crianças. "É uma prioridade da CML dar força às entidades que estão no terreno dando-lhes condições para agir," disse Fernando Medina que elogiou ainda a "solução feliz" encontrada para o edifício que acolheu anteriormente a Livraria Municipal. 

 “ Um sonho antigo e possível graças ao apoio da autarquia” disse Manuela Eanes, presidente do IAC, que agradeceu o empenho e determinação de Fernando Medina e da sua equipa na concretização deste acordo entre as duas entidades.

A nova casa irá funcionar nos números 21 e 21A da Avenida da República permitindo, por um lado, o desenvolvimento das atividades do IAC e por outro a concentração de todos os projetos da instituição, nomeadamente o SOS/Criança, o SOS/Criança Desaparecida, o Projeto Rua, a Atividade Lúdica e a humanização dos serviços de atendimento à criança. 

A solução encontrada permite também que o IAC passe a ter um reforço da sua sustentabilidade financeira, estimando-se que as obras de instalação possam estar concluídas no prazo de seis meses.

O IAC é uma instituição sem fins lucrativos, criada em 1983, com o objetivo principal de contribuir para o desenvolvimento integral da criança, na defesa e promoção dos seus direitos.

Com a constituição do direito de superfície a favor do Instituto de Apoio à Criança pelo prazo inicial de 25 anos, o IAC pode agora concretizar o Projeto – SONHO e “ter instalações com dignidade para melhor servir a criança”.

Para o da Presidente da CML, o dia de hoje permite à CML o cumprimento da obrigação em tornar Lisboa uma cidade cada vez mais inclusiva, uma questão central na construção da cidade.

A acordo  assinado permite ainda o renovar de laços futuros entre a CML e o INAC, em prol dos direitos das crianças. "É uma prioridade da CML dar força às entidades que estão no terreno dando-lhes condições para agir," disse Fernando Medina que elogiou ainda a "solução feliz" encontrada para o edifício que acolheu anteriormente a Livraria Municipal. 

 “ Um sonho antigo e possível graças ao apoio da autarquia” disse Manuela Eanes, presidente do IAC, que agradeceu o empenho e determinação de Fernando Medina e da sua equipa na concretização deste acordo entre as duas entidades.

A nova casa irá funcionar nos números 21 e 21A da Avenida da República permitindo, por um lado, o desenvolvimento das atividades do IAC e por outro a concentração de todos os projetos da instituição, nomeadamente o SOS/Criança, o SOS/Criança Desaparecida, o Projeto Rua, a Atividade Lúdica e a humanização dos serviços de atendimento à criança. 

A solução encontrada permite também que o IAC passe a ter um reforço da sua sustentabilidade financeira, estimando-se que as obras de instalação possam estar concluídas no prazo de seis meses.

O IAC é uma instituição sem fins lucrativos, criada em 1983, com o objetivo principal de contribuir para o desenvolvimento integral da criança, na defesa e promoção dos seus direitos.

ler mais
ler menos