COVID-19 Medidas e Informações

Direitos Sociais

 

Alunos carenciados com refeições durante suspensão das aulas

As escolas de Lisboa estão encerradas mas a CML tem vários apoios disponíveis

Escola Básica Mestre Arnaldo Louro de Almeida é uma das escolas que vai acolher filhos de funcionários dos serviços considerados essenciais

Escolas abertas para filhos de trabalhadores essenciais

Na sequência do encerramento das atividades letivas, os filhos - até 12 anos - dos funcionários de serviços essenciais das áreas da saúde, higiene urbana, segurança, entre outros, que não poderão exercer a sua atividade em regime de teletrabalho, vão poder aceder às seguintes escolas:

  • EBI São Vicente de Telheiras (AE Vergílio Ferreira)
  • Escola de Santa Clara (AE Gil Vicente)
  • EB Mestre Arnaldo Louro de Almeida (AE Marquesa de Alorna)
  • EB Patrício Prazeres (AE Patrício Prazeres)
  • Escola Secundária do Lumiar (AE Prof Lindley Cintra)
  • Escola Secundária do Restelo (AE Restelo)
  • EB Leão de Arroios (AE Luis de Camões)
  • EB Paulino Montez (AE Piscinas Olivais)
  • EB Quinta de Marrocos (AE Quinta de Marrocos)
  • EB Natália Correia (AE Nuno Gonçalves)

Refeições gratuitas para escalão A, B e Necessidades de Saúde Especiais

O município garantiu que todas as escolas do ensino público, do pré-escolar ao secundário, irão entregar refeição completa (almoço e lanche) a partir de hoje (22 de janeiro) a todos os alunos dos Escalões A e B ou com Necessidades de Saúde Especiais.

Para tal, as famílias ou os alunos destes escalões deverão dirigir-se às suas escolas, entre as 12h e as 13h30,  para levantar a refeição.

A única exceção é o Agrupamento de Escolas Nuno Gonçalves, que centralizou a distribuição das refeições de todos os estabelecimentos do seu agrupamento na EB Natália Correia.

Apoio alimentar extra

Para quem precisar de apoio alimentar extra, a CML está a financiar um programa de apoio que pode aceder ao contactar a sua Junta de Freguesia.

É gratuito e fornece refeições para todas as famílias que precisarem.

Escolas abertas para filhos de trabalhadores essenciais

Na sequência do encerramento das atividades letivas, os filhos - até 12 anos - dos funcionários de serviços essenciais das áreas da saúde, higiene urbana, segurança, entre outros, que não poderão exercer a sua atividade em regime de teletrabalho, vão poder aceder às seguintes escolas:

  • EBI São Vicente de Telheiras (AE Vergílio Ferreira)
  • Escola de Santa Clara (AE Gil Vicente)
  • EB Mestre Arnaldo Louro de Almeida (AE Marquesa de Alorna)
  • EB Patrício Prazeres (AE Patrício Prazeres)
  • Escola Secundária do Lumiar (AE Prof Lindley Cintra)
  • Escola Secundária do Restelo (AE Restelo)
  • EB Leão de Arroios (AE Luis de Camões)
  • EB Paulino Montez (AE Piscinas Olivais)
  • EB Quinta de Marrocos (AE Quinta de Marrocos)
  • EB Natália Correia (AE Nuno Gonçalves)

Refeições gratuitas para escalão A, B e Necessidades de Saúde Especiais

O município garantiu que todas as escolas do ensino público, do pré-escolar ao secundário, irão entregar refeição completa (almoço e lanche) a partir de hoje (22 de janeiro) a todos os alunos dos Escalões A e B ou com Necessidades de Saúde Especiais.

Para tal, as famílias ou os alunos destes escalões deverão dirigir-se às suas escolas, entre as 12h e as 13h30,  para levantar a refeição.

A única exceção é o Agrupamento de Escolas Nuno Gonçalves, que centralizou a distribuição das refeições de todos os estabelecimentos do seu agrupamento na EB Natália Correia.

Apoio alimentar extra

Para quem precisar de apoio alimentar extra, a CML está a financiar um programa de apoio que pode aceder ao contactar a sua Junta de Freguesia.

É gratuito e fornece refeições para todas as famílias que precisarem.

ler mais
ler menos