detalhe

CidadaniaHabitaçãoUrbanismo 

Câmara lança concurso para projeto de habitação na Quinta do Ferro

O município de Lisboa lançou a 18 de fevereiro o primeiro concurso para a conceção de um projeto de habitação municipal de cerca de 30 fogos, situado na Rua da Verónica, na freguesia de São Vicente.

Quinta do Ferro

O concurso integra a estratégia municipal de habitação – assente na reabilitação urbana – que assume como prioridade o aumento do parque habitacional municipal destinado ao arrendamento, tanto no âmbito das rendas apoiadas, como das rendas acessíveis.

O projeto em causa diz respeito à construção e desenvolvimento de um lote municipal vazio inserido em área consolidada, localizado na Rua da Verónica, para a construção de um edifício que servirá para realojar 30 famílias. O edifício ficará situado na área de reabilitação urbana da Quinta do Ferro, contribuindo para realojar moradores atualmente a viver em circunstâncias precárias, acudindo-se às urgências habitacionais na zona.

A intervenção será candidatada ao financiamento no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência e terá como mote os valores da Nova Bauhaus Europeia: sustentabilidade ambiental, estética e inclusão.

Os 13 moradores realojados até ao momento, habitam temporariamente em apartamentos arrendados pela Câmara, enquanto decorre a obra, que deverá estar concluída dentro de três anos. A nova construção deve constituir-se como primeiro passo de renovação do espaço público em que se insere, com um impacto social positivo. Trata-se de um exemplo de património municipal, que a autarquia pretende pôr ao serviço da função social da habitação.

Em paralelo, decorre o processo de participação pública com o envolvimento de moradores e proprietários para a discussão da futura transformação deste território.
 

O concurso integra a estratégia municipal de habitação – assente na reabilitação urbana – que assume como prioridade o aumento do parque habitacional municipal destinado ao arrendamento, tanto no âmbito das rendas apoiadas, como das rendas acessíveis.

O projeto em causa diz respeito à construção e desenvolvimento de um lote municipal vazio inserido em área consolidada, localizado na Rua da Verónica, para a construção de um edifício que servirá para realojar 30 famílias. O edifício ficará situado na área de reabilitação urbana da Quinta do Ferro, contribuindo para realojar moradores atualmente a viver em circunstâncias precárias, acudindo-se às urgências habitacionais na zona.

A intervenção será candidatada ao financiamento no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência e terá como mote os valores da Nova Bauhaus Europeia: sustentabilidade ambiental, estética e inclusão.

Os 13 moradores realojados até ao momento, habitam temporariamente em apartamentos arrendados pela Câmara, enquanto decorre a obra, que deverá estar concluída dentro de três anos. A nova construção deve constituir-se como primeiro passo de renovação do espaço público em que se insere, com um impacto social positivo. Trata-se de um exemplo de património municipal, que a autarquia pretende pôr ao serviço da função social da habitação.

Em paralelo, decorre o processo de participação pública com o envolvimento de moradores e proprietários para a discussão da futura transformação deste território.
 

ler mais
ler menos