COVID-19 Medidas e Informações

detalhe

CulturaInformaçoes e ServiçosVisitar 

Biblioteca Palácio Galveias distingue Agustina Bessa-Luís

O Salão Nobre da Biblioteca Palácio Galveias chama-se a partir de hoje, 3 de junho, Sala Agustina Bessa-Luís. A obra da autora será destacada em breve na programação da biblioteca.

Sala Agustina Bessa-Luís - Biblioteca Palácio Galveias

No próximo ano, a programação desta biblioteca municipal vai também dar destaque à obra da autora. É a terceira sala da biblioteca – uma das maiores e centrais da Rede de Bibliotecas de Lisboa – a distinguir autores portugueses, a par da Sala José Saramago e da Sala Herberto Hélder (a abrir futuramente), numa homenagem aos maiores nomes da literatura portuguesa, destacando também publicamente a importância do livro e da leitura.

Mónica Baldaque, filha de Agustina, agradeceu a distinção que "simboliza o espírito de gratidão para com os outros". O Salão Nobre das Galveias assume o nome de uma das mais excecionais cronistas portuguesas contemporâneas, descrita por muitos como uma verdadeira escritora universal, distinguida em 2004 com o Prémio Camões.

A nova sala, é "uma oportunidade para descobrir ou conhecer melhor a obra de Agustina", acrescentou Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

No próximo ano, a programação desta biblioteca municipal vai também dar destaque à obra da autora. É a terceira sala da biblioteca – uma das maiores e centrais da Rede de Bibliotecas de Lisboa – a distinguir autores portugueses, a par da Sala José Saramago e da Sala Herberto Hélder (a abrir futuramente), numa homenagem aos maiores nomes da literatura portuguesa, destacando também publicamente a importância do livro e da leitura.

Mónica Baldaque, filha de Agustina, agradeceu a distinção que "simboliza o espírito de gratidão para com os outros". O Salão Nobre das Galveias assume o nome de uma das mais excecionais cronistas portuguesas contemporâneas, descrita por muitos como uma verdadeira escritora universal, distinguida em 2004 com o Prémio Camões.

A nova sala, é "uma oportunidade para descobrir ou conhecer melhor a obra de Agustina", acrescentou Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

ler mais
ler menos