COVID-19 Medidas e Informações

detalhe

Cultura 

Até sempre Presidente Sampaio


A Câmara Municipal de Lisboa lamenta profundamente a morte de Jorge Sampaio, antigo Presidente da República, que exerceu também o cargo de Presidente da Câmara Municipal de Lisboa entre 1990 e 1995, num dos mandatos mais marcantes para a cidade de Lisboa.

Muitos dos grandes projetos e ideias que hoje representam a moderna Lisboa, como a conhecemos, foram concebidos e postos em prática com Jorge Sampaio à frente dos destinos da Câmara Municipal de Lisboa. Foi com Jorge Sampaio que avançou o primeiro Plano Estratégico, introduzindo novos métodos de planeamento e desenvolvimento urbanístico, e começam, em 1990, as agora tradicionais Festas de Lisboa. Nasce a ideia de Lisboa, “Capital Atlântica da Europa”, a reabilitação urbana ganha força e destaque e a erradicação das barracas que manchavam a cidade é posta em marcha com inegável sucesso.

Jorge Sampaio gostava de ser presidente da Câmara de Lisboa, do poder local e da governação de proximidade. Homem com um apurado sentido de justiça e envolvido na sistemática procura de consensos, Jorge Sampaio guiou-se sempre por uma exigente interpretação da ética republicana. A sua paixão pela cidade e o serviço à causa pública permanecerão mesmo após o seu desaparecimento físico, como resultado do seu trabalho e pensamento. A memória da sua personalidade e de tudo o que fez pela cidade, vão continuar “Por Lisboa” e “Com Lisboa”. 

Conferência de Imprensa da Câmara Municipal de Lisboa sobre a morte de Jorge Sampaio
 

A Câmara Municipal de Lisboa lamenta profundamente a morte de Jorge Sampaio, antigo Presidente da República, que exerceu também o cargo de Presidente da Câmara Municipal de Lisboa entre 1990 e 1995, num dos mandatos mais marcantes para a cidade de Lisboa.

Muitos dos grandes projetos e ideias que hoje representam a moderna Lisboa, como a conhecemos, foram concebidos e postos em prática com Jorge Sampaio à frente dos destinos da Câmara Municipal de Lisboa. Foi com Jorge Sampaio que avançou o primeiro Plano Estratégico, introduzindo novos métodos de planeamento e desenvolvimento urbanístico, e começam, em 1990, as agora tradicionais Festas de Lisboa. Nasce a ideia de Lisboa, “Capital Atlântica da Europa”, a reabilitação urbana ganha força e destaque e a erradicação das barracas que manchavam a cidade é posta em marcha com inegável sucesso.

Jorge Sampaio gostava de ser presidente da Câmara de Lisboa, do poder local e da governação de proximidade. Homem com um apurado sentido de justiça e envolvido na sistemática procura de consensos, Jorge Sampaio guiou-se sempre por uma exigente interpretação da ética republicana. A sua paixão pela cidade e o serviço à causa pública permanecerão mesmo após o seu desaparecimento físico, como resultado do seu trabalho e pensamento. A memória da sua personalidade e de tudo o que fez pela cidade, vão continuar “Por Lisboa” e “Com Lisboa”. 

Conferência de Imprensa da Câmara Municipal de Lisboa sobre a morte de Jorge Sampaio
 

ler mais
ler menos