COVID-19 Medidas e Informações

Ambiente

 

Antiga Creche do Jardim da Estrela dá lugar a Biblioteca do Ambiente

As obras de requalificação avançam no início de fevereiro. O renovado espaço vai abrir ao público dentro de seis meses com auditório e várias salas multiusos

Antiga Creche do Jardim da Estrela

O edifício da antiga Escola Froebel / Creche do Jardim da Estrela, edifício icónico projetado em 1882 pelo Arq. José Luiz Monteiro, vai ser alvo de obras de requalificação para se tornar numa Biblioteca do Ambiente, um espaço lúdico de uso público, com auditório e várias salas multiusos.

A intervenção de conservação e restauro prevê a desmontagem de toda a estrutura de madeira, com o reaproveitamento das peças saudáveis, e a reformulação integral das fundações.

O Jardim Guerra Junqueiro, conhecido por Jardim da Estrela, foi construído no séc. XIX (1842), por iniciativa do estadista Bernardo da Costa Cabral, Marquês de Tomar. É um jardim naturalista de conceção romântica, inspirado nas linhas do “parque à inglesa”, cercado por um gradeamento.

Durante as obras de requalificação, verificou-se que cerca de 70% dos materiais de origem não estão em condições de ser restaurados, pois encontram-se comprometidos na sua integridade estrutural.

De acordo com o projeto inicial, o material que pode ser reutilizado na reconstrução foi selecionado e guardado, e será utilizado no edifício.

Notícia atualizada a 21 de fevereiro

O edifício da antiga Escola Froebel / Creche do Jardim da Estrela, edifício icónico projetado em 1882 pelo Arq. José Luiz Monteiro, vai ser alvo de obras de requalificação para se tornar numa Biblioteca do Ambiente, um espaço lúdico de uso público, com auditório e várias salas multiusos.

A intervenção de conservação e restauro prevê a desmontagem de toda a estrutura de madeira, com o reaproveitamento das peças saudáveis, e a reformulação integral das fundações.

O Jardim Guerra Junqueiro, conhecido por Jardim da Estrela, foi construído no séc. XIX (1842), por iniciativa do estadista Bernardo da Costa Cabral, Marquês de Tomar. É um jardim naturalista de conceção romântica, inspirado nas linhas do “parque à inglesa”, cercado por um gradeamento.

Durante as obras de requalificação, verificou-se que cerca de 70% dos materiais de origem não estão em condições de ser restaurados, pois encontram-se comprometidos na sua integridade estrutural.

De acordo com o projeto inicial, o material que pode ser reutilizado na reconstrução foi selecionado e guardado, e será utilizado no edifício.

Notícia atualizada a 21 de fevereiro

ler mais
ler menos