Concurso Grande Marcha de Lisboa 2020

Amália Rodrigues é a grande inspiração desta edição. Candidaturas até 28 de fevereiro


A juntar a «Lisboa», tema obrigatório,  a letra deve igualmente inspirar-se em «Amália Rodrigues» neste ano especial de celebração do centenário do seu nascimento.

A composição vencedora será apresentada e interpretada por todos os participantes das Marchas Populares nas Festas da Cidade.

Aberto a todos, individual ou coletivamente, residentes em Portugal e maiores de idade, este concurso é já uma tradição com mais de duas décadas, distinguindo anualmente a originalidade literária e musical dos autores da composição vencedora com um prémio no valor de €5.500 (cinco mil e quinhentos euros).

A Câmara Municipal de Lisboa e a EGEAC – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural voltam, assim, a lançar o desafio para a criação da composição (letra e música) da Grande Marcha de Lisboa que será selecionada pelo júri. Nesta edição do concurso, a escolha da vencedora cabe a Renato Júnior (em representação da Sociedade Portuguesa de Autores) e aos músicos Carlos Mendes e Rita Guerra.

Envio de propostas, de forma anónima, por correio registado com aviso de receção, para

 EGEAC

 até 28 de fevereiro de 2020